quarta-feira, abril 18, 2018

CIDADE DE SANTO ANDRÉ FAZ ANIVERSARIO, E A ONG ABCD'S TRAZ O SHOW ESPECIAL DA DIVERSIDADE!!!


Mês de aniversário da Cidade de Santo André, dia 27 de abril o  Show da Diversidade vai fazer a festa com maravilhosas artistas, uma forte apresentação e muitas novidades e surpresas da população LGBT. 

De presente estamos trazendo duas incríveis cantoras a forte voz da cantora Bibi Iang e doce voz da cantora Gabriely Simone    

Entrada franca onde ?
No Saguão do Teatro Municipal da Cidade de Santo André a partir das 19 hs "COMPAREÇA"
Contamos com sua presença.



quinta-feira, janeiro 25, 2018

SHOW DA DIVERSIDADE VISIBILIDADE TRANS 2018.

Vai ocorrer no dia 26 de Janeiro o sensacional show da Diversidade com maravilhosas artistas que vem se apresentar no Saguão do Teatro Municipal da Cidade de Santo André a partir das 19 hs 
Contamos com sua presença.

A Ong ABCDS realiza Semana da Visibilidade trans.

Desde no ano de 2012 a Ong ABCD'S vem realizando a  Dia da Visibilidade Trans na Cidade de Santo André, acredita que em um futuro breve teremos a realidade de uma coordenadoria LGBT, com forte ação de Cidadania direcionada a População trans da Cidade de Santo André e região. Nossas ações tem Apoio Institucional com a Prefeitura de Santo André quando realizadas na Cidade de Santo Andre. Nossas ações na Cidade de São Paulo tem Parceria Institucional com a Prefeitura de São Paulo no projeto Show da Diversidade.

   Agora venha observe os demais movimentos sociais LGBT's de sua Cidade participe, incentive eles/as para que façam, ações sempre nesta data ...jamais podemos desanimar e sim acreditar jamais vamos retroceder. Participe sempre das ações de tantas ONGs, Movimento LGBT, que dizem que existem no grande ABC. Chegou o seu momento entre em contato com eles e com elas e diga vamos fazer ações , participe e ajude , porque assim vamos um dia ter o nosso espaço garantido.

 O  retrocesso vem diretamente do Consorcio Intermunicipal do Grande ABC, na qual ele sim deveria,ser pioneiro na execução e incentivo ao dia da "Visibilidade Trans", como tantas ações desde fazer uma ação coletiva do grande ABC para a mudança de nome social, respeito ao nome social,. em resumo o incentivo de Politicas Publicas a população LGBT. Campanhas contra a transfobia.

 O Maior de todos os resultados nitidamente esta em que ainda não existe nenhuma Coordenadoria direcionada a População LGBT, com pessoas da População LGBT a sua frente. Fazem de sua apresentação o cartão de visita de realizar o minimo do minimo para dizer que existimos, e os pequenos mortais, sobreviventes se contetam com pequenas migalhas.

domingo, outubro 22, 2017

Show da Diversidade - Especial Halloween



A ONG ABCD'S realiza todo o mês o show da Diversidade, vem com a proposta de valorizar e expandir a cultura LGBT.

Compareça neste dia 27 de outubro para uma noite surpreendente, para quem ja esteve presente sabe que o show da Diversidade especial de Halloween é inesquecível a frente a Diva Leandra Gitana, que vem com incríveis apresentações.

Assista ainda a sensacional apresentação Lorrany´s Ambrosio, Pamela Rogers, Audrey Top, Vallyssa Kay com as convidadas Kaka Morenah, Thayla Fenatti e Cris Francinelli.

Com anova integrante e sua surpreendente apresentação. Gaya Ogre e muito mais compareça.

Apresentação: Marcelo Gil

Entrada Franca.

Local: Saguão do Teatro Municipal de Santo André
Endereço: Praça IV Centenário S/Nº - Centro - Santo André
Horário: a Partir das 19 hs

Informações pelo fone: 011-2831-1641 ou 98567-5530 Zap. 011-99937-3766     

CANCELAMENTO OFICIAL DA XIII PARADA DO ORGULHO LGBT DE SANTO ANDRÉ!!!

 A Parada do Orgulho LGBT da Cidade de Santo André nasceu no ano de 2005, em parceria com a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, para conhecimento de todos neste mesmo ano a ONG ABCD'S incluia seu Trio da ONG ABCD'S na Parada do Orgulho LGBT de SP que é realizada na Avenida Paulista, justamente com o foco de fortalecer e divulgar a Parada do Orgulho LGBT da Cidade de Santo André. Motivos por ser uma região muito bairrista, com sérios tons de fundamentalismo e contaminado fortemente pela Homofobia e a Transfobia. O antidoto para mudar este cenário para ter apoios, doações, patrocínios a importância de ter o TRIO DA ONG ABCD'S na Paulista.
   Até o ano de 2015 conseguimos neste mesma estrutura realizar, Parada do Orgulho LGBT da Cidade de Santo André, mas como levamos o Trio da ONG ABCD'S levou uma simples Cruz com uma Trans crucificada, representando fortemente a realidade que muitas das travestis, mulheres transexuais passam no seu dia a dia, que de uma simples cruz virou uma forte polemica que veio como um rolo compressor em cima de varias ações da ONG ABCD'S. Depois de uma forte ação fomos retalhamos, fomos convidados a se retirar da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, pela própria Organização, mesmo expondo nossas justificativas que a permanência do nosso trio envolvia varias ações participações. A resposta todos ja sabem não estamos mais com a Participação do trio da ONG ABC'S na Paulista. Como forma de pagamento o Trio era sempre acertado com doações dos associados, parceiros e patrocínios que sempre para ter esta visibilidade,  muita desta ajuda, doação, parcerias se revertiam para a realização da Parada do Orgulho LGBT de Santo André.
Como ja de esperado as dificuldades estava por vir , a hora do rolo compressor chegou e saber lidar até com atual conjuntura do Brasil. 
 Para realizar a Parada do Orgulho LGBT de Santo André no ano de 2016 foi na verdade um parto, ja sem forte divulgação, sem os apoios mas com serias dificuldades conseguimos realizar em parceria 

 Agora vamos ao no que interessa 2017, começamos a divulgar que a realização da Parada do Orgulho LGBT ia ocorrer no mês de maio, depois alteramos para o mês de Julho, sentimos fortemente a pressão foi para o mês de agosto ai finalizamos vamos realizar no mês de Outubro.

Dificuldades:

 Todos os meses pedimos doações, as pessoas pensam que é fácil, ficar pedindo doação é uma questão muitas das vezes humilhante para manter hoje uma sede, eventos como o show da Diversidade, Premio Divas, Divos e Divas( neste em especial sofremos um forte complô, mais que em 2018 ja vem com força) etc.... o que entra de doação mal se mantem o espaço físico e imagine as ações.

Prefeitura de Santo André:

Enviamos todos os oficios mesmo apesar de não ter ocorrido até o momento nenhuma resposta Oficial.  (Não temos nenhum e-mail oficializado)  sobre o local sugerido.
Foi solicitado ao Prefeito Paulo Serra de incluir todos os diálogos referentes a Parada do Orgulho LGBT e outras ações para a Secretária de Cultura da Prefeitura Municipal de Santo André. na qual nos deu toda ajuda atenção. Para realizar veio a sugestão da Realização de um show na Avenida Firestone, onde é realizado o Carnaval, na qual agradecemos a sugestão, depois de muitas reflexões vindo da Organização, de NÃO realizar nada mais naquele local devido a Violência Gratuita vindo do 41º Batalhão da Policia Militar do Estado de São Paulo, nos anos de 2008 e 2009 (caso alguém tenha interesse temos reportagem fotos tudo registrado em nossos anais).  Agora o porque realizar um Show neste local, ao realizar um show na Avenida Firestone, da mesma forma iria existir gastos, neste nosso olhar, gastos desnecessários e sabemos da real dificuldades financeira do Município. Hoje realizamos mensalmente o SHOW DA DIVERSIDADE  e olha com dificuldade sempre todo o mês sobre o som. 
A nossa Parada do Orgulho LGBT ela é móvel, somos manifestação Publica que vai  seguir um percurso desenhado, podemos e estamos abertos a dialogar sobre um novo percurso junto ao 10º Batalhão da Policia Militar do Estado de São Paulo. O Percurso da Avenida D. Pedro II foi construído a Secretária de Segurança Publica do Estado de São Paulo, por este motivo é realizada na Avenida D. Pedro II, com grande exito acompanhado pela área do 10º Batalhão da Policia Militar do Estado de São Paulo. Importante frisar que a não realização de nenhum evento que seja direcionado a População LGBT, na Avenida Firestone é justamente com a preocupação de todos e todas pessoas presentes porque podemos descrever  entre elas o percurso ida e volta que é uma percurso promisso a ataques de pessoas intolerantes a população LGBT .    

Movimentos sociais e outras organizações:

 Como em todos os anos vem como apoio, mas o apoio de estar presente até hoje desconhecemos, alguma organização ou movimento que assuma o boleto bancário de algumas das contas da realização da Parada do Orgulho LGBT de Santo André, importante compreender que sempre que foi citado pagamento de taxa para colocar trios nunca foi de nossa parte recebido.

Cancelamento:

  Veio justamente por falta de Patrocínio, Doações, Parcerias com foco financeiros etc...  A Saída do Trio da Ong ABCD'S  trouxe serias consequências, hoje as únicas ligações que recebemos como todos os anos é de estar presente, de poder estar em cima do Trio elétrico, a minha organização quer ter uma reunião para estar nas falas, mas em nenhuma das ligações foi comentado vocês precisam de uma ajuda financeira, recordando sim veio de uma organização/ associação a mesma que prometeu as faixas nos anos nos anos anteriores  que nunca veio. Os Boletos bancários chegam temos uma divida de um trio elétrico ainda no ano de 2011.
Para nossa surpresa veio cobranças de artistas vindo da População LGBT, importante citar que temos Parceria com a Secretária da Cultura do Estado de São Paulo, que esteve presente este ano como todos os anos em apoio da Realização da Parada do Orgulho LGBT de  Santo André.

Ano de 2018

Hoje podemos dizer que a ONG ABCD'S , pretende realizar ações na tentativa para realizar a XIV Parada do Orgulho LGBT de Santo André (temos tudo registrado em cartório), com certeza que precisamos  de ajuda apoio é somente nos procurar e saber qual o boleto vocês desejam assumir, trabalho, pessoas, grupos organizações que saibam criar PONTES, porque as que criam MUROS nos deixou este resultado.


Agradecimentos:

Ao shopping Grand Plaza que nos ligou, lamentou a não realização da Parada do Orgulho LGBT de Santo André e nos deixou aberto a sinalização de apoio financeiro para o ano de 2018 (temos que enviar projeto e proposta). Ao 10º Batalhão da Policia Militar do Estado de São Paulo, pelo apoio e dedicação em estar junto em poder nos ajudar para que toda segurança ocorra bem. A Secretaria da Cultura do Estado de São  Paulo que esteve presente em dialogar em fortalecer a nossa realização. a Todos os artistas envolvidos no Show da Diversidade  



Atenciosamente

Diretoria ONG ABCD'S

Pamela Rogers.

segunda-feira, abril 03, 2017

Gay é amigo Hetero são agredidos em Casa Noturna na Rua das Figueiras em Santo André!



Como um fim de semana comum deveria ser de muita alegria,Lucas e seus amigos gays decidem ir ao aniversário de uma amiga em uma das Baladas, da  tão famosa Rua das Figueiras na Cidade de Santo André, na qual tem uma das melhores casas noturnas da região, mas um despreparo enorme em receber a População LGBT.


 "No ultimo dia 1º de Abril de 2017, no Casa Noturna MONTE FIGUEIRAS, 1217 começam a se divertir e a dançar porque foram em um aniversário de uma amiga, quando por volta das 2 horas da manhã , estávamos em um  grupo de amigos aproximadamente 10 pessoas, bem num canto para nossa diversão, quando o segurança abordou um dos amigos e disse que não era permitido um gay se tocar abraçar e se beijar naquele local. Lucas ao perceber se aproximou-se do Leandro que estava beijando um garoto, ao perguntar o que aconteceu, ele disse que não era permitido "gay se beijar, se tocar", ai sairão próximos do segurança e foram para o meio da balada. perceberam que  jogaram bebidas alcoólicas neles, e ai ao avistar o segurança, foi decidido falar com "a gerente" , ela cedeu pulseiras ao mezanino, ao chegar ao mezanino porque como todos sabiam que eram gays viraram chacotas e motivos de risos motivados pelos seguranças...... quando o  Leandro se sentiu-se mal decidiu e ir embora, chorando, quando um amigo chamado Everton Heterossexual,  perguntou o porque vão  sair da balada,.... fomos ofendidos por sermos homossexuais..... e ai o Everton queria o nome dos segurança, porque precisava denunciar isto, era um absurdo. O Segurança  disse que le era policia e começou a nos ameaçar e nos ofender,  ai o Lucas decidiu dialogar, calma não vamos brigar,  para não ter violência so queria o  nome do segurança para denunciar. Viramos as costas para ir embora   descendo veio dois seguranças para cima do Lucas e começou o espancamento, 4 em cima do Everton que tentou defender os amigos homossexuais depois do espancamento,  Lucas  e Everton .Depois deste episodio foram a delegacia super bem atendidos pela delegada do 4º DP. e vão fazer exame de corpo delito e vão dar os devidos encaminhamentos jurídicos, pelo departamento Jurídico da Ong ABCD'S.


Everton amigo heterossexual espancado por defender os amigos  

No Momento a ong ABCD'S esta coletando informações, verificando todas as provas mais um dos casos de denuncia de Homofobia que recebemos dos Bares e Casas Noturnas da rua das Figueiras um forte desconhecimento sobre a Lei 10.948-01.

Temos que relatar que houve uma forte sensibilidade vindo da parte da gerente, que no minimo os tratou bem, onde a mesma depois do despreparo dos segurança em fazer uma abordagem absurda, ainda tem a sensibilidade de oferecer simplesmente a PULSEIRA  para se dirigir ao Camarote. Em seguida ao sair são agredidos espancados pelos seguranças.

Finalizando a maioria das Casas noturnas e Bares pensam apanhou, foi agredido resolvemos toma entrada VIPS, ou dizem desculpa pelo ocorrido podem ficar no Mezanino, Camarote, podem ter cortesia na entrada na bebida, estes são os absurdos oferecidos. O que simplesmente queremos e ser tratados como iguais, direito de ir e vir em todos os locais, Porque a cicatriz da homofobia não se apaga com VIPS etc.... Importante frisar, que a grande maioria das casas noturnas da Rua das Figueiras, mais de uma década com a existência de movimento social LGBT, nunca contactou para solicitar matérias explicativos, palestras ou orientações sobre o tratamento a população LGBT.
Desde quando temos que ter permissão para se tocar ou beijar, agora existe uma Lei que obriga a ter casas noturnas intolerantes, somente com a permissão da População Heterossexual , estes abusos e absurdos vão acabar hoje na Cidade de Santo André, ou estas casas noturnas e bares todos devem ser acionados pela Lei 10.948-01.


Absurdamente existe casas Noturnas que decidem especificamente ter festas Gays, nem são LGBT para toda a população,

Porque as Travestis,  Mulheres Transexuais e Homens Trans não são bem vindos, somente olham o olhar financeiro deste dia, como realizar uma festa Prive nas segundas feiras ou outro dia da semana, evidente que vai ter publico pela enorme carência de espaços para a População LGBT da região,    

Para verificar é facil qual delas tem algum cartaz ou informativo a respeito da População LGBT,. sobre o conhecimento  da Lei 10.948-01 - importante informar que no dia 29 de Janeiro de 2017 - foi lançado na Cidade de Santo André o Selo da Visibilidade Trans (Este local respeita os direitos da População Trans) nenhum dos Bares ou casas noturna consta este selo.

Informações:
Fixo :011-2831-1641

 
  

sexta-feira, janeiro 27, 2017

Por rejeitar nome feminino, Banco Bradesco pagará R$5.000,00 a Viviany Beleboni.



A modelo e Atriz Viviany Beleboni que no ano de 2015 fez um cena de uma Mulher Transexual crucificada no *Trio da Ong ABCD'S da Cidade de Santo André, na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Ganhou um processo contra o Banco Bradesco, por não ter  respeitado seu nome  de identificação conforme a determinação do juiz da retificação e registro Público no Cartão da instituição.  Ela relata que quando recebeu seus cartões do banco os recebeu sem respeitar seus nome de registro, veio  com o nome masculino sem respeitar de forma alguma sua identidade de Gênero. em desabafo ela relata: " Você anda se mata para conseguir seu nome de registro, escaneia, envia todos os documentos que eles pedem, ai para sua surpresa, vem com seu nome errado no cartão....É ridículo isso. (Ela ja teve alteração do seu nome realizada pela Dra. Cristiane e ONG ABCD'S)


Por meio do Presidente e fundador da ONG ABCD'S - Marcelo Gil entrou em contato com a Dra. Cristiane Leandro de Novais, que tem parceria com a organização a alguns anos onde hoje é o departamento jurídico da ABCD'S. São encaminhados todos os casos, como ao receber o casa da Viviany entrou com uma ação por descumprimento de determinação judicial, ja que a atriz e modelo possui uma decisão da justiça  que determinava seu nome seja retificado em quaisquer órgão. Foi levado ao banco e ele não cumpriu. mesmo com a determinação, mantiveram o nome masculino, relata a Dra. Cristiane.

O banco foi condenado a retificar e a pagar uma indenização no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) de indenização a Modelo e atriz.  Viviany relata: Eles pediram  desculpas e disseram que foi um erro deles e que isso é bom, para que não volte a se repetir. A mesma disse que vai continuar com a conta no banco.
Atriz e Modelo Viviany Beleboni 


Com esta vitoria agora temos procedentes para outros casos que possam acontecer ou apareçam a ONG ABCD'S trabalha e muitos anos lutando pelos diretos da população LGBT

Confira a manteria também no site Guia Gay São Paulo.
http://www.guiagaysaopaulo.com.br/1/n--por-rejeitar-nome-feminino-bradesco-pagara-5-mil-a-viviany-beleboni--25-01-2017--3830.htm



*o Trio da ONG ABCD'S saiu pela ultima vez no ano de 2015 com apresentação de uma Mulher transexual Crucificada,iniciando sua trajetoria em levar seu trio na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo no ano de 2005 todos os anos com forte participação, levada com apoio de associados, Pelo forte repercussão por levar a cruz e a grande Midia ter dado foco ao trio da ABCD'S e ao tema da Transfobia, fomos convidados a se retirar, a não ter mais o TRIO da ONG ABCD'S na Paulista, como relatos hoje participa somente  Trio da APEOSP, Sindicatos dos Comerciários com participação no ano de 2016. Hoje o excluído exclui o excluído....          
 

Gil ...